opinião

A Mulher, o feminismo e a lei da paridade

(…) os movimentos feministas deveriam inquietar-se, sim, com questões fundamentais, particularmente as relacionadas com a vida laboral e a sua conciliação com o que é a natureza da mulher e as suas reais preocupações. Contudo, o activismo feminista actual não procura satisfazer o que as mulheres precisam, mas apenas o que pretende uma poderosíssima minoria de mulheres. Este activismo tornou-se, inclusivamente, desprestigiante para a mulher.

conferência

Portugal Desigual, Portugal Submisso

«(…) na “província” existe gente com valores, com capacidades, com mérito profissional, empresarial, académico, científico e político para assumir responsabilidades em qualquer nível do aparelho do Estado ou do Governo e, por maioria de razão, das estruturas partidárias. Não temos (…) qualquer limitação intelectual ou política, nem qualquer complexo de inferioridade que nos impeça de disputar, pelo mérito, qualquer lugar, seja este onde for.»

conferência

Sistema de Justiça e Corrupção

O combate à corrupção em Portugal tem passado por vários desenvolvimentos legislativos. E no entanto (…) não tem tido grande impacto. Trata-se, pois, de um problema da sociedade portuguesa que, mais uma vez, os partidos políticos não conseguem resolver, nem conseguem inovar.

TEM/CDS

Movimento no CDS-PP quer partido mais “pró-vida e pró-família”

A agenda [da TEM] baseia-se na invocação de princípios éticos “pró-vida” e “pró-família”. Relativamente à despenalização do aborto, por exemplo, os subscritores da moção argumentam que “é da maior relevância informar adequadamente o público bem como os decisores políticos, de forma a inverter o sentido que a legislação tomou em Portugal. A mulher é dona do seu corpo, mas não o é da criança que está a desenvolver-se no seu interior”.

TEM/CDS

TEM propõe agenda conservadora e reforma do sistema político em moção de estratégia ao Congresso do CDS-PP

“Queremos que se discutam sem complexos e de forma aberta aquilo que entendemos que se deve discutir e que está nesta moção. É esta frescura, vitalidade e pluralismo que a TEM veio acrescentar ao CDS, um espaço aberto a todos os que partilham dos nossos valores e que pretende afirmar esses mesmos valores no CDS e na sociedade portuguesa. Somos seguramente construção e parte da solução. Será um grande congresso onde afirmaremos com grande empenho e energia os nossos valores e ideais”