opinião

O secretário de Estado da (má) Educação

É óbvio que o recurso à calúnia mais não foi do que uma manobra de diversão, para desviar a atenção do que realmente interessa: a implementação, em Portugal, da ideologia de género.
Como muito bem escreveu o Engº Mário Cunha Reis, conselheiro nacional do CDS, “a área de Cidadania e Desenvolvimento, dirigida a crianças desde os 6 anos de idade, é o ‘cavalo de Tróia’ para a introdução da ideologia de género, da sexualidade precoce e da cultura LGBT” – Ideologia de Estado, Observador, 16-3-2019.

opinião

A roupa infantil unissexo e o medo do papão, resposta em carta aberta

O artigo de opinião “A roupa infantil unissexo e o medo do papão” publicado no Expresso até pode enganar uns quantos, mas não passa no crivo daqueles que sabem o que é a ideologia de género e quais são os seus objectivos.

É por isso que lhe escrevo. Para desmontar as suas proposições com alguns factos, pois, infelizmente, parece que a senhora pensa que quem não alinha no marxismo cultural “tem medo do bicho papão”.

opinião

Ideologia de Estado

A área de Cidadania e Desenvolvimento dirigida a crianças desde os 6 anos de idade é o “cavalo de Troia” para a introdução da ideologia de género, da sexualidade precoce e da cultura LGBT.

“Aos pais pertence a prioridade do direito de escolher o género de educação a dar aos filhos”
– Declaração Universal dos Direitos Humanos, artigo 26º, nº 4.

comunicado

Comunicado: Ideologia de género

A TEM, corrente de opinião democrata-cristã do CDS, vem denunciando, desde há dois anos, antes mesmo da sua formalização, a implementação da ideologia de género na sociedade portuguesa.

Repudiamos a doutrinação que está a ser feita de forma furtiva nas escolas portuguesas, em violação da Declaração Universal dos Direitos do Homem e da Constituição da República Portuguesa.