Abel Matos Santos pondera candidatura à liderança do CDS-PP

Joana Almeida/Jornal Económico

O porta-voz da Tendência Esperança e Movimento (TEM), Abel Matos Santos, pondera avançar para a liderança do CDS-PP, apurou o Jornal Económico. O democrata-cristão considera que a atual líder, Assunção Cristas, esteve bem em demitir-se e diz que é urgente “resgatar partido” e “não ter vergonha de afirmar o CDS-PP como um partido de direita”.

 

Abel Matos Santos, no XXVII Congresso Nacional do CDS-PP em Lamego, 10 e 11 de Março de 2018

“A demissão da presidente do CDS-PP faz sentido, tendo em conta que este é um dos piores resultados do partido. Mas não nos surpreende, porque conhecemos as bases do partido e o seu descontentamento, como mostram as sondagens”, afirmou ao Jornal Económico Abel Matos Santos.

O democrata-cristão considera que “não havia margem para outro tipo de decisão” e que a não-recandidatura de Assunção Cristas, após a convocação antecipada do Congresso Nacional, é “adequada”.

“O CDS-PP é uma força estruturante para a democracia e é urgente resgatar o partido de volta e “não ter vergonha de afirmar o CDS-PP como um partido de direita”, “de causas, valores e princípios. A TEM quer contribuir para essa solução e estou a ponderar a minha candidatura”, anunciou.

No início de agosto, Abel Matos Santos já tinha anunciado a intenção de avançar com uma candidatura à presidência do CDS-PP. Na altura, o democrata-cristão criticou as escolhas da líder centrista para as listas às legislativas e disse que o partido não pode continuar a ser “um PSD pequenino” nem tentar agradar a todos.

 

2 thoughts on “Abel Matos Santos pondera candidatura à liderança do CDS-PP

  1. Boa ideia. Estamos na altura mais que ideial, crítica, na medida em que o CDS ou se revigora e reconquista o espaço que já foi seu, bem como aumenta de forma a que venha a ser governo (!) daqui a 4 anos… ou desaparece.
    Não há consciência de que estaos num momento crítico para o futuro do planete, da Europa e em particular de Portugal, com o avanço descarada de forças hedonistas, anti-Direitos Humanos, mascaradas de democratas e tendo como “princípios e objectivos”, o marxismo-cultural, a idelogia de género.
    No caso Português, será que temos consciência em como o déspotico governo chinês, herdeiro do maior criminoso da História da Humanidade, Mao Zedong, está discretamente dominando a banca e economia nacionais? E que por isso já fomos alertados por Bruxelas?
    ACosta e outros servis vermelhos, tanto aceitam estar de mãos estendidas para o eixo soviético Berlim-Bruxelas como para o vermelho e “irmão” ideológico chinês. E nós, portugueses, é isso que quermos?

  2. Caro Abel Matos
    O CDS precisa de sangue novo e acho que estás no caminho certo para levar a nau a bom porto. O partido não deve ter vergonha de se afirmar como um partido de direita, conservador e de ideologia democrata-cristão. Está na hora de todos aqueles que foram responsáveis e corresponsáveis pelo estado a que chegou o partido de se retirarem para militantes de base. Força Abel. Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *